sexta-feira, janeiro 22

Quando eu crescer quero ser poeta,
vou escrever sobre o céu e a terra
e tudo aquilo entre um e outro.

Vou cair em clichês horríveis.
Fingir que amei e que não amo mais.
Matar personagens só pra não morrer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário