sexta-feira, agosto 28

Vou parar com essa mania de acordar todo dia.
Vou sair dessa vida de dor e agonia.
Vou fazer da minha morte pura poesia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário